Eu sei que você quer que seu filho seja inteligente, ganhe boas notas e obtenha muito sucesso acadêmico. É maravilhoso ver esse “A” no boletim, e isso faz com que você se sinta orgulhoso e encorajado pelo futuro do seu filho. Eu tenho muitas conversas com os pais sobre como melhorar o desempenho acadêmico de seus filhos, e essas discussões são necessárias e valem a pena. Acredito que queremos que os filhos sejam inteligentes e, ainda mais queremos que sejam sábios. Que eles tomem boas decisões e vivam uma boa vida.
Ser inteligente significa que eles vão tomar boas decisões (e ser sábio)?
Queremos que nossos filhos sejam inteligentes, mas isso significa que eles também serão sábios? Se uma criança recebe boas notas, eles também tomarão boas decisões em sua vida? Essa é difícil. Também sei que há muitas pessoas inteligentes que não são especialmente felizes. Assim como há muitas pessoas menos brilhantes que são realmente felizes e e fazem boas escolhas. Então, acho seguro dizer que inteligente não é igual a sábio.
O Fator de Sabedoria
Qual a diferença entre ser inteligente e ser sábio? Pessoas inteligentes podem ter um QI elevado, mas os sábios tomam boas decisões. Eles sabem quando dizer não. Isso levanta a questão: quais são “boas decisões?”.
Suponho que são escolhas que nos impedem de ajudar, nos aproximar dos outros e beneficiar nossas vidas e a vida dos outros. É importante ensinar os pequenos desde cedo a fazer escolhas através das pequenas reflexos diárias. Quanto mais fazerem boas escolhas, mais feliz e mais sábios serão.
Para resumir, ficarei feliz se minha filha encontra uma cura para o câncer.
No entanto, ficarei  emocionado se ela, simplesmente, encontrar a sabedoria.
E quanto a você?
Um Abraço
Monica Pessanha

 

Leave a Comment