O que os bebês precisam para aprender e se desenvolver? Se você pensou em diálogo, você está corretíssimo(a). Pesquisa realizada na escola de medicina da Harvard mostra que os bebês para poderem se desenvolver precisam experimentar uma interação com pais e cuidadores na forma de conversação/diálogo. Essa interação funciona como alimento para o desenvolvimento do cérebro, da aquisição da linguagem, das habilidades de leitura precoce, da preparação para a vida escolar e do bem-estar social e emocional da criança.

As características do diálogo que os pais mantêm com o bebê e as fases e interações que o bebês mantêm com os pais são as seguintes:

Recém-nascidos aos 6 meses – “Mamãenês”

A comunicação eficaz durante estes primeiros meses é caracterizada por uma fala dirigida e centrada na criança. É o que coloquialmente podemos chamar de mamãenês. Este é o conjunto de sons exagerados e expressões faciais que os pais usam para ganhar a atenção do bebê, pois o discurso adulto regular não capta a atenção dos lactentes. Quando os pais respondem calorosamente ao balbuciar de uma criança , eles preparam o palco para a aprendizagem da língua – e criam um vínculo que estabelece as bases para a resiliência

6–18 meses: absorção da linguagem pelo bebê
Receptividade vocabular dos bebês – palavras que eles possam compreender – aumenta dramaticamente nessa fase. Agora eles já fazem associações dos nomes com os objetos. Por exemplo, eles podem apontar para o seu nariz cerca de seis meses antes de poderem dizer a palavra nariz. Eles aprendem melhor a partir de interações sociais com um cuidador que podem estimulá-los com objetos reais ou imagens claras de um objeto. Gesticular – especialmente apontar (e nomaear objetos) – é a chave agora.

18–36 meses: aumentando a aposta
À medida que as habilidades verbais e cognitivas se desenvolvem, os pais podem começar a ter conversas mais desafiadoras com as crianças. Fazer perguntas que incluam “o que ” e “onde “, manter um diálogo e usar mais e diferentes palavras são pontos essenciais durante este período.

36 meses em diante
Nessa idade, as crianças aprendem mais a partir de conversas que abordem o passado e o futuro. Os pais podem começar a ajudar os filhos a desenvolverem as habilidades de contar histórias e a falar sobre o que aconteceu primeiro e o que veio depois. Para isso, os pais podem, com seu smartphone, até mesmo filmar a criança brincando e então pedir a ela que descreva o que está acontecendo. Nessa fase, faça perguntas com “por que” e “como” para as criança e responda às perguntas que elas fazem de forma bem clara.

O texto da pesquisa completa se encontra em https://www.gse.harvard.edu/news/uk/16/07/lets-talk

Leave a Comment