As amizades da infância são importantes para o desenvolvimento das crianças. Elas aprendem uma com as outras ao observar o que seus pares fazem. É comum, por exemplo, uma criança aumentar seu apetite ao ir para escola, pois ao ver os amigos comendo ela sente que deve fazer igual a eles.

Fortalecer a interação entre as crianças é um passo inteligente para criar oportunidades de relacionamentos saudáveis. No entanto, é preciso ficar atento a alguns aspectos que envolvem a questão.

Ir com o fluxo
A maioria dos pais não sabe o que fazer quando se deparam com duas atividades ocorrendo ao mesmo tempo. Tenho certeza de que você já viu esse filme: seu filho está envolvido na brincadeira ele criou, mas há uma criança ao lado que está brincando com algo completamente diferente. Quando isso acontecer, você não deve tentar fazer com que seu filho interaja com a outra criança. Se você for paciente, irá notar que logo, as crianças começarão a checar o que cada um está fazendo. Esse é um sinal de que o seu filho está se tornando mais maduro socialmente e começa a desenvolver habilidades importantes que levam a amizades.

Um pouco de cada vez
A criança não vai até uma criança desconhecida no parque e dizer: “Quer brincar?” Por isso você é peça chave para promover oportunidades sociais. Tente marcar encontros no parquinho com não mais de quatro crianças de cada vez. Seu filho se sentirá mais seguro de iniciar interações com crianças com quem está mais familiarizado do que com crianças que ele não conhece. Ele também estará mais propenso a compartilhar seus brinquedos de boa vontade e de interagir com as crianças com quem tem contato frequente.

Esteja preparado
Se você convidou um ou dois amiguinhos para passar um período da tarde em sua casa com ele, certifique-se de que você tenha todos os preparativos prontos: escolha um desenho animado para assistirem juntos; tenha algumas brincadeiras um pouco dirigidas, tais como brincar de massinha de modelar e outras brincadeiras livres. Você pode preparar um lanche, que poderá servir de calmante quando as crianças começarem a dar sinal de que estão cansadas de brincar.

Tempo certo
Evite os encontros com os amiguinhos para brincar no período da soneca. Tais encontros devem ser agendados duas horas antes do cochilo habitual e devem se limitar a 30 minutos. Qualquer coisa a mais do que isso, provavelmente vai cansar seu filho e fará com que ele perca o interesse nos amigos devido ao cansaço. Se você perceber que ele está começando a ficar chateado, pergunte se ele está com sono, com sede, ou apenas precisa de algum tempo só com a mamãe.

Escolha brinquedos cuidadosamente
Se você sabe que a criança tem uma boneca favorita, não há problema nenhum quardá-la para que outra criança não mexa, mas as crianças são capazes de compartilhar qualquer coisa e de serem gentis com os seus pares. Eles até têm dificuldades de entender o significado de partilhar. Um boa dica é disponibilizar os brinquedos menos favoritos para todos brincarem, e em uma outra ocasião escolher com a criança alguns brinquedos favoritos para ela brincar com os amigos, de forma gradativa e com muito diálogo.

Ensinar empatia
As primeiras amizades são uma boa maneira de introduzir na criança a empatia e outros valores positivos. Por exemplo, se a criança pegar o brinquedo de outra criança, provavelmente a criança sem o brinquedo ficará triste. Diga: “Seu amigo está triste porque você levou o caminhão dele. Ele se sentiria melhor, se você devolvê-lo. Rotular emoções também ajuda com a linguagem e desenvolvimento social.

Sempre que possível, supervisione a crianças em suas relações sociais permitindo que elas aprendam a lidar com os outros por elas mesmas. Mostre apenas o caminho.

Leave a Comment